Ser avoh...

Ser avoh...
Minha irmã Melinha postou: "Esperando feliz o novo membro da familia que tá chegando daqui uns meses..." e me inspirou à criação desta página.

domingo, 14 de fevereiro de 2021

FLASH BACK...

O ano de 2021 começou. 

Na verdade já estamos no feriado de Carnaval (só que sem ele!)

                                           

Muitas discussões em relação à pandemia que assola este pequeno e estranho mundo. Muitas expectativas com relação à esperada vacina contra a doença que mudou a face do planeta e o nosso comportamento e relações profissionais e pessoais. 

Quem vai tomar primeiro? 

Vai ter pra todo mundo? 

Vamos virar jacaré? 

E por aí vai...

Mas, na medida do possível, tenho tentado me resguardar. Mais do que física, mental e emocionalmente. 

Tudo isso vai passar e espero, de coração, poder aproveitar ainda bons momentos com minha família, meus filhos e netas. Se Deus assim quiser e permitir! Como diria minha mãe...

Mas, falando em flashback. 

Dando uma limpada no celular vejo umas anotações que fiz sobre a Anna e a Lia quando estiveram aqui em casa há algum tempo. 

Me lembro que elas estavam brincando de escolinha onde a Lia (5 anos) era a professora e a Anna (7 anos) era a aluna. 

Lia havia passado algumas tarefas para a Anna e agora estava corrigindo-as:

Lia   _ Anna, como é o 10? Anna!! Como é o 10?!

E a Anna responde: _ Assim, ó! (mostrando como se escreve o número) Por que?

Lia  _ É porque vou te dar nota 10 e preciso saber como escreve!!! 

Noutro momento a "professora" coloca a aluna de castigo:

Lia  _ Anna, você está de castigo!!! Vai ficar sem.... Vai ter que comer....cenoura!!!

Anna_ Eu gosto de cenoura!

Lia  _ Ah.... então....

E acaba ali a tentativa de castigo.

Vamos sair e eu digo:

_ Meninas, a vovó vai se aprontar!

Lia  _ Anna, a vovó vai aprontar uma pra gente!!!

E numa conversa eu digo: 

_ Nesse caso a vovó não é importante... 

E a Anna mais que depressa me corrige: 

_ Você que tá dizendo! 


Por essas e por outras, continuo por aqui registrando aquilo que me faz bem. Que me faz lembrar do quanto sou abençoada por tê-las em minha vida.

Elas me fazem rir, me fazem chorar, me ensinam e me fazem pensar naquilo que é importante e perene:

 O AMOR!. 

LIVRE, LEVE e SOLTO como só o amor de vó pode ser!


Netinhas, a voh Nil ama vocês!

Obrigada por fazerem minha vida cor de rosa!!!!


com amor

voh Nil <><<






2 comentários:

  1. Verdade!Muita coisa mudou nessa pandemia,ainda bem que essas netinhas continuam fazendo a gente rir muito,se derreter com as fofurices...
    Ri que me acabei nesse post !!!

    ResponderExcluir