Ser avoh...

Ser avoh...
Minha irmã Melinha postou: "Esperando feliz o novo membro da familia que tá chegando daqui uns meses..." e me inspirou à criação desta página.

domingo, 30 de outubro de 2016

MARQUINHAS NA PAREDE


Faz tempo que minhas paredes pararam de ter marcas de mãos. Principalmente a 60 cm do chão!



No domingo passado tivemos aqui em casa o almoço de Ação de Graças e duas pessoinhas ainda hesitantes nos degraus, deixaram marquinhas no batente da porta.
Hoje, ao dar uma geral na casa para o fim de semana, me deparei com aquelas marquinhas tão baixinhas  e me veio à mente as duas, Camila e Lia,  de lá pra cá, de cá pra lá, explorando e querendo fazer parte de tudo. E cada vez que iam em direção ao degrau eu dizia: Segura! Olha o degrau!
E o resultado foi esse. Eu aqui, feliz da vida, agradecendo ao meu Deus por essas menininhas que enchem minha vida de amor e alegria.

Nesse mesmo dia, Juju e Anna, as mais velhas, na maior parceria se escondiam no meu quarto onde já sabem onde estão as coisas boas de brincar. 
Os lápis da vó Nil viram varinhas de condão e elas saem atirando feitiços de sapo do alto da escada em quem estiver na mira. Os bancos de dinheirinho também se encontram nesse espaço reservado. Ali, bichinhos das pecinhas do jogo de memória viram clientes dos bancos das meninas que emprestam a fundo perdido até que se esgotem as reservas ou a paciência de uma delas. Ah! Essa brincadeira também precisa da vó que faz as falas dos clientes em apuros financeiros.

Falando em Ação de Graças, como ainda estou a meio mastro com a recuperação do meu pé quebrado, pude perceber o quanto a família está unida e “confortável”.

Sonhei e orei para que isso acontecesse. Para que o amor entre nós fosse algo espontâneo e verdadeiro. Que a verdadeira INCLUSÃO em que acredito fosse real entre os meus e que cada um respeitasse as diferenças como algo natural e saudável em nossas vidas.

E como a cereja do sundae recebo um email da nora #1 dias depois do almoço e uma frase me fez ver que vale a pena entregar tudo nas mãos de quem sabe e pode fazer: “Sua casa sempre é um local de refúgio e paz...”

Glórias a Ele!

Com amor

Voh Nil <><<
  

PS. A mãozinha da ilustração é da tia Lalá quando tinha 2 aninhos e também deixava marquinhas na parede!

3 comentários:

  1. Amore, como sempre emocionei...rsrs
    Sei como essas pequenas coisas aquecem nossos corações
    E hoje nos meus quase 6.4 rsrs aprendi que é isso que realmente marca as nossas vidas
    E vc tão sabiamente aproveita essa verdadeira Felicidade!!!
    Como sempre digo..."te amo,te admiro minha irmã!!!"
    Obrigada por compartilhar com a gente esses momentos ❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc me inspirou e encorajou a escrever num blog minha emoções. Tô gostando e agradeço! Te amo!

      Excluir
  2. Lindo mãe! Muito bom... beijos...

    ResponderExcluir